Eletronorte, Furnas e State Grid vencem Leilão de Transmissão de Belo Monte

 

Sistema de transmissão é inédito no País e terá investimentos de R$ 5 bilhões

O Consórcio IE Belo Monte, formado pela State Grid (51%), Eletronorte (24,5%) e Furnas (24,5%) arrematou na manhã desta sexta-feira, 7, o chamado linhão de Belo Monte. Com deságio de 38%, o lance oferecido pelas empresas foi de R$ 434.647.038 para o conjunto dos lotes A e B. O lote único tinha RAP inicial de R$ 701 milhões.

A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL realizou o Leilão 11/2013 na BM&F Bovespa, em São Paulo, para contratação de serviço público de transmissão de energia elétrica nos estados do Pará, Minas Gerais, Tocantins e Goiás. O empreendimento contempla o elo de corrente contínua que conectará a Usina Hidrelétrica de Belo Monte à região Sudeste. As instalações devem entrar em operação no prazo de 44 a 46 meses da assinatura dos contratos, com a criação de 15.476 empregos diretos. Os investimentos previstos são da ordem de R$ 5 bilhões.

O presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, destacou a importância das parcerias. “Quero enfatizar a nossa parceria de sucesso com a State Grid, a maior empresa de energia do mundo em ativos, com larga experiência em linhas de corrente contínua em +-800 kV. Tivemos sucesso por unirmos a expertise de três grandes empresas, com tecnologia reconhecida em construção, operação, manutenção e desenvolvimento de projetos. Por isso conseguimos esse deságio. Com a vitória, ganha o Sistema Eletrobras, que vê atendidos seus requisitos econômicos no projeto e, principalmente, o consumidor brasileiro, que terá uma tarifa mais módica”.

Josias Matos de Araujo, diretor-presidente da Eletrobras Eletronorte, disse que o resultado foi bastante estratégico para a Empresa. “Trata-se de uma tecnologia pioneira no País, que vai proporcionar a transmissão da energia gerada em Belo Monte, passando pelos estados do Pará, Tocantins, Minas Gerais e Goiás. São 2092 quilômetros de linhas em 800 kV. Eletronorte e Furnas serão pioneiras nesse sistema de transmissão em extra-alta tensão em corrente contínua de ± 800 kV, inédito no país. É um projeto cheio de desafios, complexo, mas acreditamos na competência técnica, no conhecimento das nossas equipes, alinhados aos nossos parceiros da State Grid, que já têm uma grande experiência nessa tecnologia.”

““Essa vitória foi muito significativa para Furnas, que já tem a expertise do Sistema de Transmissão de Itaipu. É uma obra importante para atender à crescente demanda e permitir maior intercâmbio de energia entre as regiões do país”, afirmou Flavio Decat, diretor-presidente de Furnas.

Também participaram do certame a Alupar em parceria com a Taesa e a Abengoa. O valor ofertado pelo vencedor representa uma Receita Anual Permitida – RAP pela prestação do serviço, a ser recebida a partir da operação comercial. Para o lote licitado, a RAP era de R$ 701 milhões. A receita será recebida pelo prazo de 30 anos, com possibilidade de prorrogação a critério do Poder Concedente.

Agência Eletronorte, com colaboração de Furnas 

Sem comentários