Luz Para Todos capacita 123 indígenas em Barra do Bugres

Comunidade Indígena Umutina e Campus da Unemat receberam palestras sobre Tarifa Social e Uso Consciente de Energia

 

Mato Grosso – O Programa Luz Para Todos encerrou nesta sexta-feira, o ciclo de capacitações para o público indígena, no município de Barra do Bugres. O objetivo foi formar multiplicadores locais sobre como se credenciar na Tarifa Social – Lei 12.212/2010 e sobre o uso racional, seguro e produtivo da energia elétrica. A ação é idealizada pelo Ministério de Minas e Energia, e teve a participação de representantes da Eletrobras Eletronorte, Distribuidora Energisa, Associação dos Municípios do Araguaia e Funai.

A capacitação contou com a presença de 100 estudantes indígenas de 31 etnias, no Campus da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). O conteúdo foi repassado por meio de oficinas e atividades lúdicas, pelo consultor contratado pelo Ministério de Minas e Energia, Luiz Falcão. “Ao longo das capacitações observamos que certas atitudes entre os indígenas aumentavam o consumo de energia elétrica. Essa foi a última capacitação após um ano percorrendo aldeias pelo Brasil e esse trabalho tem dado um resultado positivo, porque já recebemos relatos sobre melhorias no uso consciente do recurso”, afirma.

De acordo com o presidente da Organização dos Estudantes Indígenas de Mato Grosso, João Mehinako, esse tema será difundido nas aldeias dos alunos participantes. “O tema energia elétrica é muito interessante e positivo, porque assim iremos utilizá-la da maneira correta. Estaremos transformando esses conhecimentos em ensinamentos para a nossa comunidade”.

Além do Campus Universitário, também foi ministrada capacitação na Aldeia Umutina, localizada há 15 km do município. O público alvo foram os professores, agentes de saúde, agentes de saneamento básico, lideranças indígenas e mulheres da comunidade local da etnia.

Segundo o cacique, Lucimar Calomezoré, a capacitação vai promover melhorias para a comunidade. “A gente acha que sabe e descobrimos que deixamos muita coisa a desejar. Hoje aprendi como economizar energia elétrica e isso é uma melhoria pro nosso próprio povo”, explica.

O Programa investiu R$ 385 milhões para atender 35 mil famílias indígenas, beneficiando com o acesso à energia elétrica cerca de 180 mil indígenas. As obras do LPT atenderam em todo o Brasil, até o mês de dezembro de 2015, 3,2 milhões de famílias, beneficiando mais de 15,6 milhões de moradores no meio rural.

No estado de Mato Grosso, 125 mil unidades consumidoras, 610 mil pessoas, somando Indígenas, Quilombolas e Comunidades Rurais, já foram atendidos, com investimento de R$1,1 bilhão. Desses, R$ 887 milhões são recursos do Governo Federal. Na atual etapa do Projeto, restam 4 mil ligações a serem efetuadas.

Segundo a representante do Comitê Estadual Luz Para Todos, Jusci Ribeiro, “o programa foi um sucesso no Estado de Mato Grosso e podemos comprovar isso com os exemplos que vimos nessas Capacitações. Na Aldeia, a energia elétrica trouxe a possibilidade estudarem a noite, as mulheres puderam expandir o seu artesanato, dentre outras melhorias”.

Agência Eletronorte de Notícias, por Nágera Dourado/Cuiabá

Sem comentários