Workshop: participantes conhecem estruturas de emergências a Linhas de Transmissão de Rondonópolis

Durante segundo dia de debates, participantes também debateram sobre utilização de drones para inspeções

Reunidos em frente as estruturas de emergência da Divisão de Transmissão de Rondonópolis, expostas no estacionamento da Regional, os participantes do III Workshop de manutenção em linhas de transmissão, registraram a foto oficial do evento. A ação encerrou o segundo dia do encontro, que contou com uma programação especial.

A utilização de drones para realização de inspeções foi um dos destaques do dia. Adquirido pela Regional de Transmissão do Maranhão, o equipamento está em testes e os resultados foram apresentados pelo colaborador Herondy Belizário de Sousa, da Divisão de Transmissão de Imperatriz. “Adquirimos uma unidade Phantom DJI e já fizemos alguns testes  equipamento, mas a utilização ainda está em fase de estudos”, explicou.

A segurança do trabalho também foi assunto nas apresentações. Representando a Gerência de Segurança, Medicina do Trabalho e Qualidade de Vida (GSPS), James Piloto, explanou sobre a NR-35, norma que regulamenta os trabalhos realizados acima de dois metros de altura.

A visita aos baús de atendimentos a emergências a linhas de transmissão encerrou a programação do dia 13. Os participantes conheceram o Serviço de Atendimento a Linha Viva (SALV) e o Atendimento de Emergência a Linha de Transmissão (AELT), da Divisão de Transmissão de Rondonópolis.

Segundo o coordenador de Linhas de Transmissão de Mato Grosso, Renato Antônio de Oliveira, o workshop está superando as expectativas. “Estamos vendo uma participação efetiva durante as apresentações, com vários questionamentos. Esses workshops não são apenas troca de experiências, mas momentos de integração, dos antigos se familiarizarem com os novatos e vice-versa, o que é importante visto que em algumas ocasiões damos apoio a outras Regionais”, avalia o coordenador.

Apresentações

 Além dos trabalhos já mencionados, foram apresentados os temas a seguir:

  • Desenvolvimento da metodologia de inspeção instrumental para avaliação da corrosão em pinos de isoladores de vidro usados em linhas de transmissão – (Gerência de Serviços Tecnológicos).
  • Avaliação da corrosão em estruturas enterradas – Técnica do PC diagnóstico – (Gerência de Serviços Tecnológicos).
  • A experiência da Regional de Transmissão de Tocantins na utilização de técnicas preditivas para monitoramento e manutenção nas linhas de transmissão da interligação Norte-Sul – (Divisão de Engenharia de Operação e Manutenção (OTTE).
  • Apresentação sobre trabalhos quanto a exposição humana a campos magnéticos – (Eletrobras).

Durante os dias de evento, os fornecedores Terex e PLP Brasil, também apresentaram seus produtos, com foco nas esferas de sinalização.

Agência Eletronorte, por Nágera Dourado/Mato GRosso

Sobre o autor  ⁄ Michele Silveira

Sem comentários