XIII STPC: ondas viajantes, ultravelocidade e domínio de tempo são os temas das primeiras apresentações

“A proteção de linhas de ultra-alta velocidade está se tornando uma realidade, fornecendo às concessionárias formas de atuar para faltas na linha em poucos milissegundos. O relé incorpora elementos baseados na grandeza incremental e em ondas viajantes. O estudo introduz elementos de proteção de linha no domínio do tempo, compartilha detalhes de sua implantação em hardware e ilustra sua operação usando faltas do mundo real e simulações digitais. Por fim compara o desempenho dos elementos de proteção de linha no domínio do tempo com os elementos tradicionais dos relés em operação”.

Essa é a descrição de um dos 13 trabalhos apresentados nesta segunda-feira, dia 24 de outubro, no XIII Seminário Técnico de Proteção e Controle – STPC, que acontece até a próxima quinta-feira, em Brasília, sob a promoção do Cigré Brasil e organização da Eletronorte. O tema também foi abordado em outras apresentações e dominou os debates.

Já o engenheiro Bruno Gomes, da Eletronorte, gerente da Divisão de Transmissão de São Luís I, abordou as estratégias de manutenção em dispositivos eletrônicos inteligentes para controle e proteção de sistemas elétricos de potência.

Segundo ele, “os dispositivos eletrônicos inteligentes – IEDsproporcionaram uma melhora significativa para a operação do sistema elétrico, pois possibilitaram a supervisão remota e permitem uma análise de ocorrências mais rápida e assertiva. No entanto, para a equipe de manutenção ainda existem pontos de discussão no que se refere às tarefas periódicas que podem ou devem ser feitas nesses equipamentos”. No trabalho apresentado, Bruno fez uma abordagem ampla sobre o tema por meio da compilação de normas e de recomendações de fabricantes para sugerir um plano de manutenção em IEDs.

Exposição – Na exposição paralela ao evento, nossa reportagem conversou com dois expositores, a Vision e a Ziv, fornecedores de equipamentos de proteção e controle para várias empresas do setor elétrico brasileiro. Weberton Eller, gerente comercial da Vision, destaca a casa de comando metálica para subestações, cujo comissionamento é feito na fábrica poupando recursos de obras civis, por exemplo, e o relé de proteção de linhas de transmissão mais rápido do mundo, capaz de atuar em apenas três milissegundos.

Nilson de Oliveira, diretor da ZIV, destaca soluções inovadoras aplicadas em equipamentos de alta e extra-alta tensão, e sistemas de ondas portadoras de teleproteção. Segundo ele, esse segmento apresenta um futuro onde a tecnologia digital, tanto no mercado mundial, quanto brasileiro, se moverá com mais dinamismo, e praticamente todas as empresas do setor investirão na modernização de seus equipamentosvisando à redução, principalmente, dos custos de manutenção.

Acompanhe a cobertura completa do XIII STPC na Agência Eletronorte de Notícias e também na Rádio Energia.

Agência Eletronorte, por Alexandre Accioly

Sobre o autor  ⁄ cacau

Sem comentários