Em Belém, workshop discute soluções para eliminação de limo e outros materiais

A Divisão de Laboratório Central – OTLPL promoveu no mês de abril o Workshop Parcial – Ano 1 do Projeto P&D  “Soluções para eliminação de limo e outros materiais característicos da região amazônica de isoladores das Subestações da Regional de Operação do Pará – OTLP”. O fórum reuniu grandes pesquisadores das entidades parceiras envolvidas no projeto: o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações/SP – CPqD, a Universidade Federal de Campina Grande/PB – UFCG  e a Universidade Federal do Pará – UFPA.

O evento encerrou a parte técnica de um ano do projeto que envolveu pesquisas com o objetivo de estudar revestimentos para eliminar ou reduzir o crescimento de limo em isoladores e outras estruturas instaladas em uma subestação de energia elétrica, em especial as localizadas na região amazônica que, devido à alta umidade, sofrem com o acúmulo de limo.

As principais motivações empresariais para o desenvolvimento do projeto foram evitar multa da Agência Na20cional de Energia Elétrica – Aneel, reduzir custos com limpeza e conservação, além do aperfeiçoamento de materiais e métodos para eliminar ou reduzir a deposição e acúmulo de limo em isoladores e estruturas (cimento e metálicas).

O professor Darcy Ramalho de Mello, da DM Consultoria e Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações, explica que existe ainda o risco para o sistema elétrico. “O limo permite uma elevada corrente de fuga, é energia desperdiçada, é custo, perda financeira”, afirma.

Entre os principais produtos apresentados no fórum estiveram: revestimento de borracha de silicone vulcanizada à temperatura ambiente (RTV); revestimento super hidrofóbico; revestimento super hidrofílico com óxido de titânio e revestimento com água sanitária.

Os resultados preliminares indicam que o revestimento com óxido de titânio e a água sanitária apresentam o melhor desempenho na eliminação do limo, mas não apresentam bom desempenho dielétrico. Dessa forma, na próxima etapa será montado um isolador híbrido, somente parcialmente recoberto com esses revestimentos, para verificar o seu desempenho.

Agência Eletronorte/Pará

Sem comentários