Campanha contra queimadas mobiliza equipes da Eletronorte e comunidades em Rondônia

Rondônia está entre os 10 Estados do país com mais focos de incêndios acumulados de janeiro a julho deste ano. Dos seus 52 municípios, cinco têm registrado números alarmantes de focos de incêndios. A capital, Porto Velho, é a única do Brasil na lista dos municípios com maior número de ocorrência de focos dos últimos cinco anos, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe. Mais de oito mil focos de calor já foram registrados no estado, segundo a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental – Sedam.

De acordo com estatísticas do Corpo de Bombeiros, só neste ano de 2017, já foram atendidas 357 ocorrências de incêndio na Capital e, na última quinzena de julho, 387 focos de incêndio foram registrados. Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros da Capital, 79% dos focos de calor registrados acontecem nas margens das rodovias. Isso significa que grande parte desses focos acontece no entorno onde estão fixadas torres e linhas de transmissão.

E é exatamente para conscientizar a população sobre como evitar queimadas nestes locais, que a Eletrobras Eletronorte lançou na primeira quinzena de junho, a Campanha contra Queimadas-2017, com o conceito “Quem tem consciência não queima. Acenda essa atitude”. A Campanha de utilidade pública está sendo divulgada por meio de vts e jingles nas principais redes de televisão e rádios dos estados da Amazônia Legal. Reduzir a incidência de queimadas, posicionar a Eletrobras Eletronorte como uma empresa social e ambientalmente responsável, e sensibilizar e educar a população quanto aos males que as queimadas provocam são outros objetivos da Campanha.

As equipes de manutenção de Linhas de Transmissão e Meio Ambiente da Empresa estão engajadas nesta iniciativa e já estão recebendo as peças de não mídia – camisetas, bonés, cartazes e cartilhas para o público adulto e infantil – a fim de trabalharem o tema junto às comunidades.

Os alunos das escolas da rede pública, tanto na área urbana e principalmente da área rural, também são público alvo desta campanha. As equipes estão ministrando palestras e entregando os kits educacionais. Também são realizadas visitas aos proprietários de fazendas e sítios que residam em locais próximos às linhas e torres de transmissão.

Recepção

“O trabalho vem se mostrando bastante produtivo e a recepção por parte dos alunos e do corpo pedagógico é sempre positiva. Os alunos já conhecem o nosso trabalho e mostram interesse em aprender. Desde quando começamos a Campanha, não relatamos nenhum sinistro causado por queimadas em nossas linhas de transmissão”, informa Marx Frederick, coordenador da equipe de Linhas de Transmissão Jaru/Vilhena, no interior do Estado.

Para o Gerente Regional de Operação de Rondônia, engenheiro Walter Fernandes Santos, a campanha tem grande importância, pois iniciativas como esta podem evitar grandes transtornos. “As queimadas em linha de transmissão resultam em prejuízo generalizado para a população, porque parte da cidade poderá ficar sem energia e, até que a área atingida seja recuperada, o fornecimento pode ser paralisado, afetando serviços essenciais à população.”

A queimada também é extremamente prejudicial ao Sistema de Transmissão, causando interrupção no fornecimento de energia e danos aos cabos condutores, provocando também descargas elétricas, que podem ser transmitidas para o solo pelo ar e pela fumaça, tornando assim muito perigosa a área vizinha ao fogo.

“O apoio da comunidade é muito importante, por isso disponibilizamos o número do Disque Queimadas – 0800-694040 – em nosso material de divulgação. Assim, as pessoas que moram nas proximidades das linhas, poderão acionar a Empresa, que prontamente irá até o local e tomará as providências para eliminar estes focos de queimadas”, acrescentou Walter.

Corrente Contínua

Além do sistema de transmissão em corrente alternada, a Eletrobras Eletronorte transmite energia elétrica em corrente contínua de Rondônia para o Sudeste do Brasil, contribuindo com o abastecimento de energia através do Sistema Interligado Nacional, por meio da linha Porto Velho/Araraquara, com 3.400 km de extensão e transmissão de 600 mil Volts (600 kV).

Responsável pelas operações de manutenção em linhas de transmissão, o engenheiro Raimundo Pacheco, da Gerência de Coordenação Técnica da Regional de Operações de Rondônia, diz que “devido ao alto índice de queimadas em Rondônia, esse sistema também pode ser afetado”.

Fatores

Para o Capitão do Corpo de Bombeiros, Iranildo Dias Andrade, é exatamente nesta época do ano que se apresentam os fatores que influenciam em focos de incêndio florestal. “Com temperaturas de mais de 30 graus, nesta época do ano – de junho a setembro – a umidade relativa do ar tende a cair e os ventos também aumentam muito, ficando na casa dos 20 quilômetros por hora. E temos o relevo plano da Região. Então temos aqui quatro fatores que influenciam diretamente em incêndios florestais”.

Há 27 anos, a Eletrobras Eletronorte realiza a campanha e uma das principais estratégias é conscientizar crianças, adolescentes e adultos residentes nas proximidades de Linhas de Transmissão sobre os perigos das queimadas.

O telefone 0800-694040 está disponível para denúncias de incêndios ou outros riscos elétricos. Denúncias sobre queimadas irregulares também podem ser feitas ao Corpo de Bombeiros pelo telefone 193. As multas por incêndios criminosos variam de R$ 3 mil a R$ 5 milhões de reais.

Agência Eletronorte/Rondônia

Sem comentários