Rondônia: população de Itapuã do Oeste terá de volta ponte sobre o Rio Jamari

A Eletronorte acaba de concluir a contratação, por R$ 17,9 milhões, da empresa que irá reconstruir uma ponte sobre o Rio Jamari, na localidade de Itapuã do Oeste, em Rondônia. A cidade aguarda desde 2002 uma solução para o transporte no local onde originalmente havia uma travessia. A nova ponte resolve também um antigo passivo deixado pela construção da Usina Hidrelétrica Samuel naquele município. Com o contrato assinado, o início da obra está previsto para o primeiro semestre de 2019, com duração programada de 12 meses.

Segundo Carlos da Costa Ferreira, gerente do Departamento de Estudos e Projetos Civis de Geração da Eletronorte, mais do que o compromisso assumido pela Eletronorte quanto à resolução desse passivo ambiental, a conclusão e entrega da ponte representará para o município de Itapuã do Oeste a oportunidade de melhoria da qualidade de vida da população, permitindo a sua expansão com foco no crescimento econômico local. Hoje, a empresa tem uma balsa contratada para fazer a travessia com custo anual de mais de R$1 milhão.

História – Após a implantação da Hidrelétrica Samuel e o enchimento do seu reservatório, o município de Itapuã do Oeste foi impactado e parte de sua área territorial inundada. Além disso, um dos braços do Rio Jamari se converteu em reservatório e a sua travessia passou a ser feita por balsa. Esse fato acarretou dificuldades de deslocamento da população e de escoamento da produção agrícola do município, além de gastos com o aluguel de balsa.

Ressalte-se que essa foi a primeira licitação de obras de engenharia realizada pela Eletronorte conforme a nova Lei nº 13.303/2016, que entrou em vigor para as empresas estatais a partir de junho de 2018, bem como o novo regulamento de licitações e contratos da Eletrobras, que estabelece as normas gerais para licitações e contratos administrativos pertinentes a obras e serviços.

Itapuã do Oeste – Com uma população de aproximadamente 9.995 habitantes, o município possui uma área de 4.081 km², mais ou menos à área de Cabo Verde. A cidade surgiu às margens da BR-364, a 105 km de Porto Velho. A história da cidade está interligada ao início de extração de minério de cassiterita a partir da década de 1970 e à exploração de madeira nos anos 1980/90. O município foi criado com o nome de Jamari, em 13 de fevereiro de 1992, pela Lei nº 364, com áreas desmembradas dos municípios de Ariquemes e Porto Velho.

Alinhamento – De acordo com as informações da Diretoria de Engenharia, o projeto está alinhado ao Fundamento da Gestão para Excelência “Desenvolvimento Sustentável”, que se refere ao compromisso da Empresa em responder pelos impactos de suas decisões e atividades, na sociedade e no meio ambiente, e de contribuir para a melhoria das condições de vida, tanto as atuais quanto para as gerações futuras, por meio de um comportamento ético e transparente. Em relação à Agenda 2030, o projeto evidencia o compromisso da Eletronorte com o desenvolvimento sustentável e alinha-se, principalmente, ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 11: Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis, na medida em que a construção da ponte contribui para aumentar a urbanização inclusiva e sustentável. Outros ODS relacionados são: Saúde e Bem-estar da População e Indústria, Inovação e Infraestrutura.

Sobre o autor  ⁄ dila

Sem comentários