Trajetória da Eletronorte é destaque no Senado


Na tribuna, o presidente da Eletronorte, Roberto Parucker, destacou a expressividade da empresa no cenário energético e a integração das Empresas Eletrobras. O diretor-geral da Aneel, André Pepitone, defendeu o uso e a expansão do potencial hidrelétrico do país

Plenário do Senado Federal durante sessão especial destinada a comemorar o aniversário de 46 anos Eletronorte. Em discurso, à tribuna, senador Weverton (PDT-MA). Mesa: deputado Capitão Alberto Neto (PRB-AM); representante do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE), Íkaro Chaves; presidente da sessão, senador Izalci (PSDB-DF); presidente da Eletronorte, Roberto Parucker; deputado José Ricardo (PT-AM); diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone. Foto: Roque de Sá/Agência Senado

“Somos a terceira maior geradora do país, com cerca de 8.900 megawatts instalados, e estamos entre as maiores transmissoras, com mais de 11 mil quilômetros de linhas de transmissão. Junto com as demais Empresas Eletrobras, somos responsáveis por garantir ao Brasil uma matriz de energia limpa e renovável”. O trecho é do pronunciamento do presidente da Eletronorte, Roberto Parucker, durante a Sessão Especial promovida na manhã desta segunda-feira (17) pelo Senado Federal para homenagear os 46 anos da Empresa, comemorados no próximo dia 20 de junho.

Parucker destacou o histórico compromisso da Eletronorte com a região onde atua, o desafio de ser uma empresa cada vez mais competitiva e o Plano de Negócios e Gestão (PNG) da Empresa. “O caminho de integração das Empresas Eletrobras mostra a força das nossas empresas e reafirma a nossa visão de estar entre as três maiores empresas globais de energia limpa e entre as dez maiores do mundo em energia elétrica com rentabilidade comparável às melhores do setor e sendo reconhecida por todos os seus públicos de interesse”, disse.

Plenário do Senado Federal durante sessão especial destinada a comemorar o aniversário de 46 anos da estatal Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A (Eletronorte). Participam: presidente da sessão, senador Izalci (PSDB-DF); presidente da Eletronorte, Roberto Parucker. Foto: Roque de Sá/Agência Senado

A Sessão foi requerida pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM) e contou com a presença dos diretores de Comercialização e Regulação da Eletronorte, Wilson Fernandes de Paula, de Gestão Corporativa, José Wanderley Uchoa, e Econômico-Financeiro, Astrogildo Quental.

Presidida pelo senador Izalci Lucas (PSDB-DF), a Sessão foi aberta com a execução do Hino Nacional pela Banda dos Fuzileiros Navais. Logo depois foi exibido um vídeo institucional da Eletronorte. A Sessão teve ainda a participação do diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, e do representante do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE), Íkaro Chaves, além da presença de parlamentares e entidades representativas.  

O senador Izalci Lucas destacou o trabalho pioneiro da Eletronorte na Amazônia: “A partir da energia fornecida – ainda que não exclusivamente, mas principalmente – do produto queda versus vazão dos grandes rios que cortam a Amazônia, a Eletronorte nasceu predestinada a grandes feitos. E, nesses 46 anos de existência, superou gigantescos desafios para a empresa e seus colaboradores – desafios de porte amazônico.”

Plenário do Senado Federal durante sessão especial destinada a comemorar o aniversário de 46 anos da estatal Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A (Eletronorte). Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O representante do CNE também falou sobre a dedicação dos trabalhadores da Eletronorte. “É uma empresa que não só levou energia e desenvolvimento para a Amazônia, mas também é uma empresa de excelência e muita qualidade”, disse Íkaro. Também integrante da Mesa, o diretor-geral da Aneel, André Pepitone, lembrou que cresceu nos canteiros de obras das usinas e defendeu a geração hidrelétrica. “No final da década de 70, meu pai, o engenheiro Queiroga (Francisco Nelson Queiroga da Nóbrega), foi um dos pioneiros que, vestindo a camisa da Eletronorte, assumiu o desafio de levar luz aos rincões mais distantes da Região Amazônica. Foi companheiro do Rufato, aqui presente. Em minha infância, senhoras e senhores, cresci nos canteiros de obras das usinas da Eletronorte. Não podemos perder de perspectiva que a energia hidrelétrica é limpa, a energia hidrelétrica é renovável e depende, única e exclusivamente, da força das águas para mover as turbinas que geram a energia que impulsionam este País”, afirmou.

Desafios

O presidente da Eletronorte destacou ainda os desafios da Empresa e as medidas adotadas em 2018 que levaram a uma redução nos custos e despesas operacionais na ordem de R$ 1,4 bilhão. “Com foco em potencializar nossa atuação nos negócios de geração, transmissão e prestação de serviços, começamos um novo ciclo. O resultado desse esforço coletivo foi um aumento de 72% no lucro líquido da Eletronorte, e fechamos 2018 com um lucro de mais de R$ 3 bilhões, o que revela a maturidade de uma empresa que tem incorporado ao seu cotidiano as melhores práticas do mercado no Brasil e no mundo”.

Parucker citou ainda o desafio da integração de Roraima ao Sistema Interligado Nacional e as diretrizes que nortearam a elaboração do PNG e do PDNG das Empresas Eletrobras: Disciplina Financeira, Excelência Operacional, Atuação Sustentável, Valorização das Pessoas, Governança e Conformidade. “Hoje, aqui neste Plenário, várias gerações da Eletronorte se encontram para celebrar a história de uma empresa que, há 46 anos, se coloca à disposição do Brasil para gerar e transmitir muito mais do que energia. Por tudo que conheço de setor elétrico no Brasil e no mundo, reafirmo que é uma honra ocupar este espaço. Todos os dias, vejo na Eletronorte as condições de se tornar cada vez mais eficiente e competitiva no mercado de energia. E é para isso que estamos trabalhando”, afirmou.

No Plenário lotado por empregados da Eletronorte e entidades do Setor Elétrico, o encerramento da Sessão foi acompanhado de um “Parabéns pra Você” em homenagem aos 46 anos da Empresa. Clique aqui e assista a íntegra da Sessão Especial. A cobertura também está nas nossas redes sociais. Se você usa Instagram, LinkedIn ou Facebook, siga a Eletronorte e participe!

Plenário do Senado Federal durante sessão especial destinada a comemorar o aniversário de 46 anos da estatal Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A (Eletronorte). Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Sobre o autor  ⁄ Agência Eletronorte

Um comentário

  • Responder
    Francisco
    julho 11, 2019

    Orgulho de fazer parte dessa empresa. Esse nome é forte, esse nome eu tenho orgulho de estampar no meu uniforme.